domingo, 26 de fevereiro de 2012

Memórias de uma semana-sonho

Sorrateira, eu abri a porta do quarto
e ele estava lá dormindo, como um anjo.
Então deitei me, silenciosa ao seu lado.
E prometi pra mim mesmo que ele não sonharia mais sozinho
A partir daquele momento, nós sonharíamos JUNTOS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário