quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Meu playlist fala?!

Eu juro, eu ia desistir. E já estava pronta para renunciar a tudo: desistir de você. Eu pararia de tentar falar com você, pararia de arrumar esperanças. Pararia de pensar em você, e de achar que algum dia tudo podia ser diferente. Eu juro, eu estava pronta, e só queria um sinal. Foi quando uma musica tocava no meu playlist: cherry bomb, de “the runaways”, um rock bem, como vou dizer, woww... Tomada pela musica agitada, que fala o tempo inteiro sobre sair e se divertir, esquecer tudo e sair (bom, como a própria musica diz, “Seus sonhos impossíveis não farão você sorrir” e “Levantem-se agora moças, porque vocês não tem nada a perder”), estava pronta para esuqcer de você, dessa vez seria de verdade. Esse era meu sinal. Respirei fundo, e ia começa a falar em voz alta as palavras finais, quando algo aconteceu. A musica trocou. “Você não me deixa ir, me deixe ir hoje à noite”, falava tonight, de lykke li. Eu tive certeza q deveriua te esquecer. A musica parou, a caiza de som tinha parado de funcionar. Eu tentei conserta-la, sem sucesso. Foi quando, depois de um tempo, já tendo desistido de ouvir musica, o som volta, e começo a escutar uma musica baixinha. Aumentei o volume: The call, Regina Spektor… “Eu voltarei quando você me chamar, não há porquê se despedir.” . Eu sorri, me lembrava bem daquela musica. Sempre a amei, de Narnia. “Só porque tudo muda (...) siga a luz”. Eu fechei os olhos, cantando aquela musica. Quando abri os olhos de novo, uma surpresa: alí piscava uma plaquinha do msn. >> ... acabou de entrar, falava: ele havia entrado. Quem sabe ainda não fosse hora de dizer adeus. Sorri, e então tive certeza que aquele era meu sinal.

Bjoss, juuh
vale a pena assistir!

Um comentário:

  1. onnw que texto fofo ju. Eu adorei, Parabéns !

    ResponderExcluir